Posts Recentes

Agricultura Familiar Paraibana é homenageada em evento online

O Governo o Estado da Paraíba, por intermédio da Secretaria de Estado Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds), promoveu, no dia 23 de julho de 2020, essa linda live em parceria com o Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase) e Projeto Cooperar, com apoio do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida) e do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), acerca do tema Agricultura Familiar: Ruralidade e Pandemia. A atividade marcou o início das comemorações do Dia Internacional da Agricultura Familiar, que é comemorado no dia 25 deste mês.

A live foi mediada pela jornalista Viviane Ramalho, Assessora de Comunicação do Procase.

O tema foi defendido por Jailson Lopes, gerente de Projetos da Seafds, que representou o secretário Luiz Couto, da Agricultura Familiar; Cida Henriques, gerente de Desenvolvimento Humano do Procase; de Márcia Dornelles, coordenadora de Desenvolvimento Territorial da Zona da Mata; e Célia Araújo, coordenadora da Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA/PB), integrante do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (Cedres) e membro do Coletivo Cariri Oriental (Casaco).

Na ocasião, Jailson Lopes disse que o compromisso com a agricultura familiar é renovado “porque pesa sobre nós a responsabilidade de conduzir, auxiliar, estimular e de buscar parcerias e recursos para que possamos fazer uma agricultura familiar cada vez mais forte, onde a comunidade tenha escola e postos de saúde de qualidade, além de infraestrutura como água”. Ele ressaltou também que a partir daí o sistema de produção conclui. Jailson lembrou que o grande desafio nesse momento de pandemia é contribuir para a riqueza no meio rural.

Ele considera a agricultura familiar como um segmento com mais capacidade de gerar riquezas: “Quando a agricultura familiar vai bem a comunidade pode adquirir caminhonetas e sementes, aí mexe com a agricultura, a indústria, o comércio, delivery, entre outros negócios”. Jailson afirmou que essa tem sido a determinação do governador João Azevêdo e do secretário Luiz Couto, da Agricultura Familiar, de manter a agricultura ativa. A agricultura familiar, ainda de acordo com Jailson, é lembrada todos os dias durante as refeições como o segmento mais importante e que merece ser valorizada.

Para Célia Araújo, coordenadora da ASA/PB, conselheira do Cedres e membro do Casaco, disse que hoje é um dia de comemoração, mas não deixa de ser também um dia de lutas. “É importante pontuar que, a partir do Procase aqui no território do Cariri Oriental, está em execução a política de território e aprendizagem onde estão envolvidos quatro jovens, que têm o objetivo de fortalecer a cadeia produtiva da caprinocultura, e também nas perspectivas do artesanato, de segurança alimentar, turismo e de criação dos rebanhos”.

“Para nós que fazemos a ASA/PB, é fundamental avançar na política da agricultura familiar de base agroecológica”, reafirmou Célia. No decorrer da live, Márcia Dornelles, coordenadora de Desenvolvimento Territorial da Zona da Mata, disse que a oportunidade é uma grande troca “e elas têm que existir toda vida”.

Márcia enfatizou que como mulher negra e filha de agricultores, tem lutado todos os dias para que a agricultura familiar possa resistir. “O desafio dos agricultores está na questão da comercialização que, neste momento de pandemia, tiveram seus espaços fechados, e eles precisam se adaptar às novas formas de comercialização onde possa entregar seus produtos na casa das pessoas”, observou.

“É emocionante participar de um debate, de uma roda de diálogo como essa live que estamos compartilhando agora”, disse Cida Henriques, gerente de Desenvolvimento Humano do Procase. Ela enfatizou que celebrar a Semana da Agricultura Familiar é, principalmente, ter a clareza das lutas, das conquistas, “mas também dos desafios”. Cida agradeceu pela oportunidade de participar da live e aos que se fizeram presentes através das mensagens. Ela adiantou que cada encontro semelhante a este é um verdadeiro desafio “para colocarmos a agricultura familiar como instrumento e local onde possamos estar sempre aprendendo, inventando e fazendo acontecer no dia a dia. Esses debates são espaços de aprendizagem”, encerrou Célia, agradecendo a importância do Procase e do Projeto Cooperar na vida do homem do campo. élia, agradecendo a importância do Procase e do Projeto Cooperar na vida do camponês paraibano.

Central de Notícias

mulher

Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square